quarta-feira, 5 de outubro de 2022

Isolda Dantas é a mulher mais votada para deputada estadual na história do RN


A deputada estadual Isolda Dantas foi reeleita com uma expressiva votação e uma marca histórica se tornando a mulher mais votada para Assembleia Legislativa superando um recorde de 2006 que pertencia a Márcia Maia (na época no PSB) que recebeu na época 53.349 votos.

Os 57.046 votos de Isolda também fizeram ela bater um recorde dentro do PT se tornando a petista mais votada para a Assembleia aqui no Estado.

É a maior votação do partido tanto em números absolutos quanto em percentual de votos válidos (3,03%).

O recorde no petismo pertencia a Fernando Mineiro que tinha recebido 42.088 (2,54%) votos em 2014.

Confira o desempenho dos eleitos pelo PT desde 1990:

1990
Júnior Souto: 10.004 (1,05%)

1994:
Fátima: 8.347 (1,03%)

1998
Fátima: 30.697 (2,73%)

2002
Mineiro: 39.963 (2,73%)
Paulo Davim: 18.359 (1,26%)

2006
Mineiro: 22.433 (1,36%)

2010
Mineiro: 24.718 (1,44%)

2014
Mineiro: 42.088 (2,54%)
2018

Isolda: 32.963 (1,95%)
Francisco: 23.448 (1,39)

2002

Isolda: 57.046 (3,03%)
Divaneide: 52.177 (2,77%
Francisco: 50.499 (2,68%)

Confira quem são os primeiros suplentes de cada nominata de deputado estadual e federal do RN


Confira na lista a seguir quem são os primeiros suplentes de deputado federal e estadual de cada nominata que conseguiu eleger mandatos.

Deputado federal

PL
Roberta Lacerda

União Brasil
Carla Dickson

Federação PT/PV/PC do B
Samanda Alves (PT)

Deputado estadual

Federação PSDB/Cidadania
Ubaldo Fernandes

PL
Tenente Cliveland

Federação PT/PV/PC do B
Vivaldo Costa

União
Robson Carvalho

Solidariedade
Jadson Rolim

MDB
Isaac da Casca

TRE-RN cassa mandato da prefeita interina de Pedro Velho


Na sessão plenária desta quarta-feira(05), a Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte(TRE-RN), cassou por 4 votos a 3, o mandato de vereadora da atual prefeita interina de Pedro Velho, Francisca Edna de Lemos(PSB), por infidelidade partidária. A decisão ainda cabe recurso no TSE. 

Como vereadora, Edna Lemos era filiada ao PSDB, mas resolveu se filiar ao PSB sem apresentar justa causa. Com isso, o PSDB entrou com Ação Perda de Cargo Eletivo por Desfiliação Partidária, a fim de decretar a perda do mandato da vereadora. 

A relatora do caso, a juíza Dra. Maria Neíze de Andrade, votou pela “rejeição da preliminar de irregularidade de representação suscitada pela parte demandada; e, no mérito, em dissonância com a manifestação da Procuradoria Regional Eleitoral”. Além disso, no que se refere à mudança no diretório do partido, a relatora em seu voto, disse que “esse simples fato não tem o condão de caracterizar a alegada discriminação política pessoal, nos termos exigidos pela jurisprudência do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais”.

A ação de perda de mandato eletivo por desfiliação partidária sem justa causa encontra-se prevista no Art. 1º da Resolução 22.610/2007 do TSE, esclarecendo que o partido político interessado pode pedir, perante a Justiça Eleitoral, a decretação da perda de cargo eletivo em decorrência do desligamento imotivado do mandatário infiel.

O Presidente da Câmara Municipal de Pedro Velho deve dar posse ao primeiro suplente do partido requerente (PSDB), em até 10 dias.

Lembrando que recentemente o TRE marcou para 27 de novembro a realização de eleições suplementares no município para o preenchimento dos cargos de prefeito e vice. 

Edna Lemos disputou pela primeira vez uma vaga na Câmara Municipal de Pedro Velho no pleito de 2020, sendo eleita pelo PSDB, com 287 votos. Empossada no ano seguinte, foi escolhida presidente do poder legislativo pedro-velhense para o biênio 2021/2022.

Em março de 2022 ela assumiu interinamente o comando do Poder Executivo  Municipal em face do cassação da então prefeita Dejerlane Macedo(PSDB) e do vice Inácio Rafael da Costa(PSDB). 

Veja a decisão da corte: 

ACORDAM os Juízes do Egrégio Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, à unanimidade, em rejeitar a preliminar de irregularidade de representação suscitada pela parte demandada; no mérito, por maioria, em dissonância com a manifestação da Procuradoria Regional Eleitoral, em julgar procedente o pedido formulado na presente Ação Perda de Cargo Eletivo por Desfiliação Partidária, a fim de decretar a Perda do Mandato de vereador do município de Pedro Velho da Sra. FRANCISCA EDNA DE LEMOS, em face da sua desfiliação partidária sem justa causa, nos termos do voto da relatora e das notas orais, partes integrantes da presente decisão. Vencidos os Juízes José Carlos, Érika Tinôco e o Desembargador Cornélio Alves. 

O Juiz Fernando Jales consignou a sua suspeição para atuar no feito, sendo substituído pelo Juiz Daniel Maia. Anotações e comunicações.

Com 5 deputadas eleitas, Assembleia Legislativa do RN terá maior representatividade feminina da história

Eudiane Macedo (PV), Divaneide (PT), Terezinha Maia (PL), Isolda Dantas (PT), Cristiane Dantas (SD). Foto: Divulgação.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vai contar com a presença de cinco mulheres como deputadas a partir do próximo ano - a maior bancada feminina da história na Casa. O número representa um acréscimo de duas parlamentares em relação à atual legislatura.

Para as eleitas, embora seja um avanço importante, o número de deputadas ainda não é o ideal, visto que o Legislativo estadual tem 24 vagas. As mulheres representam 53% do eleitoradopotiguar e serão 20,8% do parlamento.

A participação de cinco mulheres de uma vez na Casa Legislativa estadual é a maior desde 1966, segundo a série histórica do Tribunal Superior Eleitoral. Porém, segundo o Memorial da Assembleia Legislativa, essa é a maior bancada feminina registrada da história.

Segundo o jornalista Aluísio Lacerda, coordenador do Memorial do Legislativo, a primeira mulher eleita deputada no Rio Grande do Norte foi Maria do Céu Fernandes, em 1934.

O maior número de mulheres no legislativo estadual antes da eleição deste ano havia sido de três parlamentares simultaneamente: nas eleições de 1994, 1998, 2002, 2006 e 2018.

A partir de 2023 passam a ser parlamentares estaduais Divaneide Basílio (PT) e Terezinha Maia (PL), que se juntarão a Cristiane Dantas (SD), Isolda Dantas (PT) e Eudiane Macedo (PV), que conseguiram neste ano a reeleição.


Se em 2022 o RN alcançou um recorde de participação, de 1966 até aqui, o estado teve outros momentos opostos, sem qualquer representação feminina. Isso ocorreu em cinco legislaturas diferentes, em 1970, 1974, 1978, 1986 e 1990.

O que dizem as deputadas de 2022

A nova deputada estadual eleita Terezinha Maia, do PL, considera ainda tímida a participação feminina no legislativo, mas diz que as eleitas deverão reforçar a voz das mulheres na política local.

"Ainda é muito pouco. Das 24 cadeiras, 19 serão ocupadas por homens, e apenas cinco por mulheres. Mas, sem dúvida, as cinco deputadas darão mais visibilidade e reforçarão a representatividade feminina na política potiguar, que também conta com uma governadora e uma senadora. E quanto mais diversos os espaços políticos, mais interesses, mais visões estarão sendo representadas", afirmou.

Outra novata na ALRN e originária da Câmara Municipal de Natal, onde exerce o mandato de vereadora desde 2019 (ela assumiu uma cadeira no legislativo municipal em substituição a Natália Bonavides, que à época assumiu vaga na Câmara Federal), Divaneide Basílio, do PT, comentou que deverá manter o foco na defesa das mulheres no cenário estadual, o que segundo ela já é feito no municipal.

"Vou levar para a Assembleia Legislativa a nossa identidade, com questões muito profundas de acesso a direitos das minorias. A pauta de identidade não é secundária, na verdade é estruturante. Esse trabalho de luta por pessoas em fragilidade social e defesa das mulheres já vinha sendo feito em meu mandato como vereadora de Natal e, a partir de agora, quero ampliar para todo o Rio Grande do Norte", comentou.

Isolda Dantas (PT) vai renovar seu mandato iniciado após as eleições de 2018. Ela se diz feliz pela representatividade feminina ampliada na Casa Legislativa potiguar. Ela ainda disse que deve colaborar politicamente com a governadora Fátima Bezerra (PT), integrante do mesmo partido e única eleita no Brasil no primeiro turno:

“É com muita alegria que comemoramos a ampliação do número de mulheres na ALRN, especialmente com a entrada da companheira Divaneide, uma mulher negra e de luta. Para nós que lutamos todos os dias pelos direitos das mulheres e da classe trabalhadora é fundamental que tenhamos mais mulheres de luta na política. Essa é a representatividade que muda a realidade. Estaremos ao lado da nossa governadora e unindo forças contra os ataques violentos sexistas e pelos direitos da classe trabalhadora”.

A deputada Cristiane Dantas (SD) é outra parlamentar que vai renovar o mandato. Em entrevista ao g1 ela agradeceu os eleitores e disse que vai manter as bandeiras em defesa das mulheres, além de crianças e adolescentes e idosos.

"Fico feliz em ver a ampliação da bancada feminina que terá a presença de cinco mulheres. Esse crescimento é histórico e fundamental para avançarmos nas políticas públicas que defendemos, especialmente nas causas sociais, da manutenção e ampliação dos direitos femininos. Será um protagonismo que promete muitos avanços para toda sociedade potiguar", destacou.

A deputada estadual Eudiane Macedo (PV) declarou que ficou feliz com a chegada de mais duas deputadas ao parlamento estadual e defende que as mulheres busquem ocupar os espaços na política.

"Sempre bati nessa tecla, que esses espaços precisam ser ocupados por nós mulheres. Infelizmente, me deixa triste que muitas vezes mulheres colocam seus nomes como candidatas e realmente não vão à luta, somente para cumprir cotas femininas exigidas dos partidos. Isso tem que mudar. Nós precisamos ocupar esses espaços que são nossos também por direito. Ainda está longe de ser uma bancada representativa como deveria ser, com um número maior de mulheres. Há pautas importantes que precisam ser discutidas e que envolvem nós mulheres", considerou.

*G1/RN

terça-feira, 4 de outubro de 2022

Mossoró fica sem deputado federal pela primeira vez em 77 anos

Vicente Mota Neto iniciou uma longeva sequência de representantes de Mossoró na Câmara dos Deputados (Foto: reprodução)

Do Blog do Barreto

Desde 1945 quando elegeu Vicente Motta Neto para a Assembleia Nacional Constituinte de 1946 que Mossoró sempre teve um deputado federal para representar a cidade na capital do Brasil.

De lá para cá vários nomes se elegeram para representar a cidade sendo Ving Rosado o mais longevo ao exercer sete mandatos consecutivos ao longo da segunda metade do Século XX.

Na eleição deste ano os principais candidatos Beto Rosado (PP) e Lawrence Amorim (SD) apesar de bem votados estavam em partidos que não atingiram o quociente eleitoral nem os 80% do QE que dariam direito a buscar uma das bagas nas sobras.

Mossoró ficará sem deputado federal pela primeira vez em 77 anos

Rogério Marinho venceu em 108 cidades do RN; Rafael Motta, em 35; e Carlos Eduardo, em 24

Senador eleito Rogério Marinho (PL), que derrotou Carlos Eduardo (PDT) e Rafael Motta (PSB) - Foto: Reprodução

O senador eleito Rogério Marinho (PL) foi o mais votado em 108 das 167 cidades do Rio Grande do Norte. Dos seis maiores colégios eleitorais do Estado, por exemplo, o ex-ministro do Desenvolvimento Regional venceu em quatro: Mossoró, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e Macaíba.

Vitorioso no último domingo (2), o ex-ministro do Desenvolvimento Regional obteve no total 708.351 votos, o equivalente a 41,85% dos votos válidos. Em 2º lugar, ficou Carlos Eduardo (PDT), com 33,4% dos votos válidos, o equivalente a 565.235 votos. E Rafael Motta (PSB) terminou em 3º, com 385.275 votos, o que dá 22,76% do total.

Na maior cidade do Estado, a capital Natal, Rogério Marinho ficou em 2º lugar, com 160.575 votos, o equivalente a 41,48%. O mais bem votado na cidade foi Carlos Eduardo (PDT), com 42,3%, que dá 163.778 votos.

Confira as cidades e onde cada um venceu:

Rogério Marinho (PL)

1 Acari
2 Alto do Rodrigues
3 Antônio Martins
4 Arez
5 Baraúna
6 Barcelona
7 Boa Saúde
8 Bodó
9 Bom Jesus
10 Brejinho
11 Caicó
12 Caiçara do Norte
13 Caiçara do Rio do Vento
14 Campo Grande
15 Canguaretama
16 Caraúbas
17 Carnaúba dos Dantas
18 Coronel Ezequiel
19 Cruzeta
20 Doutor Severiano
21 Encanto
22 Equador
23 Espírito Santo
24 Extremoz
25 Felipe Guerra
26 Fernando Pedroza
27 Florânia
28 Galinhos
29 Goianinha
30 Gov Dix-Sept Rosado
31 Itajá
32 Itaú
33 Jardim de Angicos
34 Jardim do Seridó
35 Jaçanã
36 João Dias
37 Jucurutu
38 Jundiá
39 Lagoa de Velhos
40 Lagoa Nova
41 Lajes
42 Lajes Pintadas
43 Lucrécia
44 Macaíba
45 Major Sales
46 Marcelino Vieira
47 Martins
48 Maxaranguape
49 Messias Targino
50 Monte Alegre
51 Monte das Gameleiras
52 Mossoró
53 Nova Cruz
54 Nísia Floresta
55 Olho D’Água do Borges
56 Ouro Branco
57 Paraná
58 Parazinho
59 Paraú
60 Parelhas
61 Parnamirim
62 Passa e Fica
63 Passagem
64 Patu
65 Pedra Grande
66 Pedra Preta
67 Pedro Avelino
68 Pilões
69 Portalegre
70 Rafael Fernandes
71 Rafael Godeiro
72 Riacho da Cruz
73 Riacho de Santana
74 Rio do Fogo
75 Ruy Barbosa
76 Santana do Seridó
77 Santo Antônio
78 Senador Georgino Avelino
79 Serra Caiada
80 Serra de São Bento
81 Serra do Mel
82 Serrinha
83 Serrinha dos Pintos
84 São Bento do Norte
85 São Bento do Trairi
86 São Gonçalo do Amarante
87 São José de Mipibu
88 São José do Campestre
89 São José do Seridó
90 São Miguel
91 São Miguel do Gostoso
92 São Paulo do Potengi
93 São Pedro
94 São Rafael
95 São Tomé
96 Taboleiro Grande
97 Tangará
98 Tenente Ananias
99 Tenente Laurentino Cruz
100 Tibau do Sul
101 Timbaúba dos Batistas
102 Touros
103 Triunfo Potiguar
104 Upanema
105 Venha-ver
106 Vera Cruz
107 Vila Flor
108 Várzea

Carlos Eduardo (PDT)

1 Almino Afonso
2 Baía Formosa
3 Ceará-Mirim
4 Currais Novos
5 Frutuoso Gomes
6 Ielmo Marinho
7 Janduís
8 Japi
9 Jardim de Piranhas
10 José da Penha
11 João Câmara
12 Lagoa de Pedras
13 Lagoa Salgada
14 Luís Gomes
15 Macau
16 Natal
17 Pau dos Ferros
18 Poço Branco
19 Riachuelo
20 Santa Cruz
21 Santana do Matos
22 São Francisco do Oeste
23 Sítio Novo
24 Taipu

Rafael Motta (PSB)

1 Afonso Bezerra
2 Alexandria
3 Angicos
4 Apodi
5 Areia Branca
6 Assú
7 Bento Fernandes
8 Campo Redondo
9 Carnaubais
10 Cerro Corá
11 Coronel João Pessoa
12 Francisco Dantas
13 Grossos
14 Guamaré
15 Ipanguaçu
16 Ipueira
17 Jandaíra
18 Lagoa D’Anta
19 Montanhas
20 Pedro Velho
21 Pendências
22 Porto do Mangue
23 Pureza
24 Rodolfo Fernandes
25 Santa Maria
26 Serra Negra do Norte
27 Senador Elói de Souza
28 Severiano Melo
29 São Fernando
30 São João do Sabugi
31 São Vicente
32 Tibau
33 Umarizal
34 Viçosa
35 Água Nova

Fátima Bezerra venceu em 158 cidades, Fábio Dantas em 9 e Styvenson Valentim em nenhuma


A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), reeleita no domingo (2) no primeiro turno das eleições 2022, venceu em 158 das 167 cidades do Estado. O segundo mais votado foi Fábio Dantas (Solidariedade), vitorioso em 9 municípios. Já o Capitão Styvenson (Podemos) não conseguiu vitória em nenhum dos municípios.

As 9 cidades que deram vitória a Fábio Dantas foram: Riacho da Cruz, Itajá, Galinhos, São Tomé, São Paulo do Potengí, São José do Mipibu, Senador Georgino Avelino, Monte das Gameleiras e Passa e Fica. Dos 9 municípios, o que mais votou em Fábio foi Monte das Gameleiras, que rendeu ao candidato 57,80% dos votos.

Votação de Fábio Dantas por município

Riacho da Cruz (51,23%)
Itajá (46,22%)
Galinhos (52,24%),
São Tomé (49,55%)
São Paulo do Potengí (45,58%),
São José do Mipibu (47,66%),
Senador Georgino Avelino (49,17%),
Monte das Gameleiras (57,80%)
Passa e Fica (43,72%).

Você sabe como sua cidade votou em 2022?

As cidade em vermelho tiveram como vencedora Fátima Bezerra (PT), e os eleitores dos municípios em amarelo deram mais votos para Fábio Dantas (Solidariedade). Clica no mapa e saiba o número de votos do "vencedor".


Das cidades em que Fátima foi vitoriosa, a que deu maior porcentagem de votos foi Doutor Severiano, onde 88,19% dos eleitores votaram pela reeleição da petista. No total foram 3.929 votos. Outras cidades como Major Sales, Antônio Martins, José da Penha, Pilões, Frutuoso Gomes, Paraná e Riacho de Santana tiveram porcentagem de votos acima de 80% a favor da governadora.

Em relação às eleições de 2018, Fátima Bezerra ampliou o número de municípios em que foi vitoriosa. Na época, ela venceu em 154 cidades e perdeu em 13 para o então adversário Carlos Eduardo Alves (PDT). Nas duas eleições, porém, 3 cidades nunca deram vitória a petista: São Tomé, Monte das Gameleiras e Riacho da Cruz.  

Já o Senador, candidato em 2022 ao executivo estadual, Capitão Styvenson (Podemos) não conseguiu vitória em nenhuma cidade do RN. O município que obteve melhor desempenho foi Carnaúba dos Dantas com 32,34% dos votos. O pior desempenho foi em Venha Ver com 48 votos (1,91%) .

Eleição de deputados estaduais e federais provoca mudanças na Câmara Municipal de Natal

Dickson Júnior e Daniel Valença. Imagem: reprodução.

A eleição de deputados estaduais e federais pelo Rio Grande do Norte, neste domingo (2), vai causar mudanças na Câmara Municipal de Natal.

Com a eleição para deputado federal, Paulinho Freire (União Brasil) deverá deixar o mandato e a presidência da Casa Legislativa.

Outra vereadora que deve sair do Legislativo municipal é Divaneide Basílio (PT), que foi eleita deputada estadual.

O suplente de Paulinho Freire é Dickson Jr., que já foi vereador em Natal e ficou na primeira suplência do PDT, então partido de Paulinho, em 2020.

Já o suplente de Divaneide é Daniel Valença, que ficou na primeira suplência do partido na última eleição municipal. Ele é professor de graduação e atual vice-presidente do PT no Rio Grande do Norte.

Novo presidente no Legislativo

De acordo com a Câmara Municipal de Natal, com a saída do presidente Paulinho Freire, o comando do Legislativo municipal passará ao vice-presidente da Casa.

O cargo ficará então com o primeiro vice-presidente eleito para o biênio 2023-2024, vereador Eriko Jácome (MDB).

Eriko foi eleito para a mesa diretora da Casa para o biênio 2023-2024, que conduziria Paulinho Freire à reeleição, ainda em dezembro de 2021.

*G1/RN

1º turno das eleições 2022 no RN: Lula ganhou em 166 cidades e Bolsonaro venceu em 1


O candidato do PT à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ficou em primeiro lugar na votação em 166 das 167 cidades do Rio Grande do Norte neste primeiro turno das eleições, que ocorreu no domingo (2).

A única cidade em que o candidato do PL, o atual presidente Jair Bolsonaro, teve mais votos foi em Parnamirim, na Grande Natal.

Nos números gerais no Rio Grande do Norte, Lula venceu com 62,98% dos votos, tendo um total de 1.264.179 de votos computados. Já Bolsonaro teve 31,02%, com 622.731 votos.

Em Natal, principal colégio eleitoral do estado, Lula venceu com 50,15% (225.529 votos) contra 42,01% de Bolsonaro (188.942). Em Mossoró, segunda maior cidade, Lula teve 61,06% (88.081) contra 32,15% (46.378) de Bolsonaro.

Já em Parnamirim, Bolsonaro ganhou com 48,69%, num total de 53.530 votos, contra 43,74% de Lula, que teve 48.084 votos. (Veja aqui todos os números da eleição em Parnamirim).

Os demais candidatos não conseguiram vencer em nenhuma cidade do estado.

No Brasil, Lula foi o mais votado em todos os municípios do Ceará, da Paraíba, do Piauí e de Sergipe. Bolsonaro, por sua vez, conquistou Rondônia completamente, além do Distrito Federal. Ao todo, Lula ganhou em 3.378 cidades, e Bolsonaro em 2.192.

Confira o resultado das eleições 2022 em cada um dos 167 municípios do RN no 1º turno


O g1 RN publicou, pela primeira vez nas eleições gerais, textos com o resultado da votação em todos os 167 municípios potiguares para os cargos de presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

As matérias trazem os dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de maneira automática. Os eleitores poderão ver quais candidatos foram mais votados em sua cidade e saber exatamente o número de votos e o percentual de cada um.

Clique no nome da cidade para acessar a matéria:








































































































































































OBS: No site do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte(TRE-RN), também é possível conferir os resultados do primeiro turno das eleições de 2022 por seção eleitoral e por município/zona, nos seguintes links: 

Resultado da votação por seção eleitoral para deputado estadual

segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Vice-prefeito de Apodi, Neilton Diógenes é eleito deputado estadual do RN


O empresário e atual vice-prefeito da cidade de Apodi, Neilton Diógenes(PL) vai ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte na próxima legislatura. 

Eleito no pleito deste domingo(02/10), ele obteve 25.143 votos, ocupando a quarta vaga destinada ao partido que elegeu Wendel Lagartixa, Coronel Azevedo e Terezinha Maia como os mais votados

Em sua cidade de origem, Neilton foi o mais votado com 9.466 votos(41,39%). Ele assumirá o cargo no dia 01º de fevereiro de 2023, representando o 11º maior eleitoral do Estado e a região Oeste Potiguar. 

Depois de mais de 50 anos, o município recupera representação na Assembleia Legislativa do Estado. O último "deputado de Apodi" foi o médico José da Silveira Pinto(Dr Zé Pinto), que se elegeu nos pleitos de 1962 e 1966. 

Desde então outros nomes de Apodi como Gilberto Olinto, Flaviano Monteiro, Gorete Silveira e o professor Luis Carlos Noronha tentaram chegar ao legislativo potiguar, mas não lograram êxito.

Sobre Neilton: 

Filho do casal João de Deus(padeiro) e Francisca Diógenes(professora), Neilton Carlos Diógenes Magalhães nasceu no ano de 1978, na cidade de Apodi, no Oeste Potiguar. 

Cresceu na rua Luiz Supino, próximo da antiga caixa d’água, e teve uma infância simples na qual a maior diversão era brincar de carrinho de roladeira e jogar bola pelas calçadas. 

Estudou na Escola Estadual Ferreira Pinto, no bairro Lagoa Seca, e sonhava ter condições de dar uma qualidade de vida melhor a toda sua família. Para isso, desde cedo se mostrou um empreendedor nato. Logo aos 14 anos, Neilton colocou uma banca de perfume no mercado público de Apodi, com ajuda da sua avó Raimunda Diógenes.

Aos 18 anos, na ausência de condições financeiras para se dedicar apenas aos estudos, se viu obrigado a buscar um trabalho. Na sua primeira chance, como motorista, deu início a sua carreira profissional. Desse passo, dois anos depois, surgiu a oportunidade de ser técnico em
telecomunicações.

Durante cinco anos, com a chegada da telefonia e internet, viveu uma rotina intensa e de muito aprendizado. Focado e muito curioso, Neilton rapidamente se destacou e assumiu a representação da empresa no Médio Oeste Potiguar.

No ano de 2003, no primeiro vestibular com cotas, foi selecionado para o curso de Enfermagem na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte(UERN). Era chegado o momento de pedir demissão do emprego e realizar um sonho da família, cursar uma universidade pública.

Juntou tudo que tinha, se mudou para Mossoró e foi morar de favor na casa da tia. No dia-a-dia, idas e voltas de pés até a UERN e dinheiro regrado para as refeições e apostilas. Em 2007, para sua tristeza, o sonho foi interrompido. Com as economias chegando ao fim, teve que trancar o curso e estudar para concursos públicos.

Aos 29 anos de idade, foi selecionado junto com o irmão Nilton para o Corpo de Bombeiro Militar do Estado do Rio Grande do Norte. De malas prontas, foram morar no quartel em Parnamirim durante o curso de formação. Após seis meses, Neilton voltou para o interior com a missão de trabalhar e concluir a faculdade que havia interrompido.

Em 2009, Neilton conseguiu concluir os estudos e se tornou enfermeiro. No ano seguinte, casou-se com Ana Beatriz e constituíram uma família. É pai de 2 filhos: Analine Melo e Neilton Junior

Anos depois, Neilton realizou uma grande aposta: investir tudo que tinha conquistado na criação e um provedor de internet, a Hipernet, no município de Apodi. Com muito suor, noites sem dormir e inúmeras subidas em torres, o negócio prosperou e ultrapassou os limites da cidade de origem. A Hipernet virou Telecab, em 2018, aderindo à concessão de TV a Cabo e Internet, chegando a mais de 70 municípios do Rio Grande do Norte.

Em 2020, com as metas de vida consolidadas, atendeu o chamado popular e enfrentou um novo desafio: entrar para a vida pública. Neilton foi eleito vice-prefeito de Apodi e deste então tem se destacado, como um elo de ligação entre a identificação de problemáticas, a elaboração de projetos e a luta por recursos

*Blog Fatos do RN.

Veja quem são os oito eleitos para a Câmara dos Deputados pelo Rio Grande do Norte nas eleições 2022

Plenário da Câmara dos Deputados. Imagem: reprodução.

Os eleitores do Rio Grande do Norte definiram neste domingo (2) os oito representantes do estado na Câmara dos Deputados. Quatro deles garantiram a reeleição e os outros quatro são novatos.

Natália Bonavides (PT) foi a mais votada, com 157 mil votos, seguida por João Maia (PL) com 104 mil.

O PL elegeu quatro dos oito deputados do Rio Grande do Norte. O PT e o União Brasil ficaram com duas vagas, cada.

Deputados federais do RN eleitos em 2022 (reeleitos em negrito):

1. Natália Bonavides (PT) - 157.549 votos (8,42%)

2. João Maia (PL) - 104.254 votos (5,57%)

3. Benes Leocádio (União Brasil) - 100.693 votos (5,38%)

4. Robinson Faria (PL) - 97.319 votos (5,20%)

5. Fernando Mineiro (PT) - 83.481 votos (4,46%)

6. Paulinho Freire (União Brasil) - 77.906 votos (4,17%)

7. General Girão (PL) - 76.698 votos (4,10%)

8. Sargento Gonçalves (PL) - 56.315 votos (3,01%)

Natália Bonavides (PT), João Maia (PL), Benes Leocádio (União Brasil) e General Girão (PL) conseguiram a reeleição. 

Robinson Faria (PL), Mineiro (PT), Paulinho Freire (União Brasil) e Sargento Gonçalves (PL) são os quatro deputados novatos.

Dos oito deputados eleitos em 2018, três deles não concorreram à reeleição: Rafael Motta (PSB) se candidatou a senador e não venceu; Walter Alves (MDB) foi eleito vice-governador em chapa com a governadora Fátima Bezerra (PT); e Fábio Faria, atual ministro das Comunicações - no cargo desde junho de 2020. 

Carla Dickson (União Brasil), que assumiu a vaga na Câmara com a saída de Fábio Faria, não se elegeu. Beto Rosado (PP) não conseguiu a reeleição.

Deputados federais eleitos em 2018 (atual bancada federal do RN)

Benes Leocádio (União Brasil)
Natália Bonavides (PT)
João Maia (PL)
Rafael Motta (PSB)
General Girão (PL)
Walter Alves (MDB)
Carla Dickson (União Brasil)
Beto Rosado (PP)

*Com informações do G1/RN