quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Fatos do Rio Grande do Norte no dia 01º de janeiro



01º/01/1929 – A potiguar Alzira Soriano toma posse como a primeira prefeita da América Latina

Luíza Alzira Soriano Teixeira disputou à Prefeitura de Lajes(RN) pelo Partido Republicano nas eleições municipais de 1928, sendo eleita com 60% dos votos, numa época em que as mulheres ainda não podiam votar. Empossada em janeiro de 1929, Alzira governou a cidade de Lajes por pouco tempo, não chegando a concluir o mandato por causa da Revolução de 1930, iniciada pelo gaúcho Getúlio Dornelles Vargas

01º/01/1929 – Rafael Fernandes Gurjão toma posse como 1º prefeito constitucional da cidade de Mossoró/RN.

Rafael Fernandes Gurjão elegeu-se com 629 votos, nas eleições municipais de setembro de 1928, tornando-se o primeiro constitucional de Mossoró. O cargo de prefeito municipal foi criado após a reforma da Constituição Estadual do Rio Grande do Norte no ano de 1926. Ele administrou o município até abril de 1929, quando passou o cargo para o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Sabóia Filho, e retornou ao Rio de Janeiro para exercer o mandato de deputado federal. 

01º/01/1989 – A médica Rosalba Ciarlini Rosado assume o comando do Palácio da Resistência, tornando-se a primeira mulher a governar a cidade de Mossoró("Capital do Oeste Potiguar").

Rosalba elegeu-se com 37.307 votos pelo Partido Democrático Trabalhista(PDT), nas eleições de 15 de novembro de 1988, quando na época, derrotou o médico e deputado estadual Laire Rosado do PMDB. No cargo de vice-prefeito, tomou posse o empresário Luiz Pinto, neto do ex-prefeito Luis Colombo Ferreira Pinto.

01º/01/1989 – A professora Wilma Maria de Faria Maria toma posse na Prefeitura de Natal/RN, tornando-se a primeira mulher a governar a capital potiguar. O jornalista Ney Lopes de Souza tomou posse no cargo de vice-prefeito de Natal. 


"Wilma Maia" elegeu-se com 93.728 votos nas eleições de 15 de novembro de 1988 pelo Partido Democrático Trabalhista(PDT), quando na oportunidade, derrotou o deputado federal Henrique Eduardo Alves do PMDB. Na época, Wilma exercia o mandato de deputado federal constituinte, e recebia apoio do então marido, o ex-governador e senador Lavoisier Maia Sobrinho.

01º/01/1995 – O ex-prefeito de Natal, Garibaldi Alves Filho toma posse governador do Estado do Rio Grande do Norte. Ao seu lado, tomou posse no cargo de vice-governador, o ex-deputado federal Fernando Freire. 

Garibaldi Filho elegeu-se no pleito estadual de outubro de 1994, quando na época, derrotou o senador Lavoisier Maia Sobrinho, candidato ao governo pelo PDT, apoiado pelo senador José Agripino.

01º/01/1999 – Garibaldi Filho toma posse como governador do Estado do Rio Grande do Norte pela segunda vez consecutiva.


Garibaldi Alves Filho reelegeu-se pelo PMDB nas eleições gerais de 1998, repetindo Fernando Freire como seu vice, derrotando o senador José Agripino Maia do PFL. Permaneceu à frente do governo potiguar até março de 2002, quando entregou o cargo para Fernando Freire, e lançou-se como candidato ao Senado.

01º/01/2003 – A ex-prefeita de Natal, Wilma Maria de Faria assume o comando do executivo potiguar, tornando-se na primeira mulher a governar o Estado do Rio Grande do Norte. Ao seu lado, tomou posse no cargo de vice-governador o médico Antônio Jacóme de Lima Júnior.

Wilma de Faria deixou à Prefeitura de Natal em abril de 2002, lançando-se como candidata ao governo do Estado pelo Partido Socialista Brasileiro. Em uma árdua campanha, consagrou-se vitoriosa com 820.541 votos no segundo turno das eleições daquele ano, derrotando o governador Fernando Freire, candidato apoiado pela oligarquia Alves. Ao tomar posse como governadora, Wilma pôs fim à hegemonia da família Alves, que até então dominava o Estado há décadas. 

01º/01/2007 – Wilma de Faria assume o governo do Rio Grande do Norte pela segunda vez. Ao seu lado, tomou posse no cargo de vice-governador, o ex-deputado federal Iberê Paiva Ferreira de Souza(PSB). 

A governadora Wilma de Faria reelegeu-se pelo PSB com 824.101 votos no segundo turno das eleições de outubro de 2006, travando uma árdua batalha contra o senador Garibaldi Alves Filho, candidato ao governo pelo PMDB. Ao vencer Garibaldi, Wilma de Faria garantiu mais quatro anos de poder ao PSB e impôs a primeira derrota da carreira política do peemedebista, impedindo o retorno das famílias Alves e Maia ao poder. 

Desta vez, Wilma não concluiu integralmente seu mandato constitucional, passando-o para o seu vice em março de 2010, quando decidiu renunciar e disputar uma vaga no Senado Federal. 

01º/01/2011 – A ex-senadora Rosalba Ciarlini(DEM) assume o comando do Governo do Rio Grande do Norte. No cargo de vice-governador, tomou posse o ex-deputado estadual Robinson Mesquita de Faria. 

Foto - Reprodução

A cerimônia de posse foi presidida pela deputada estadual Márcia Maia, presidente da Assembleia Legislativa e filha da ex-governadora Wilma de Faria.

A médica Rosalba Ciarlini Rosado, casada com o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, elegeu-se pelo Democratas(DEM) com 813.813 votos primeiro turno das eleições de outubro de 2010. Na época, a Rosa que ocupava o cargo de Senadora da República, derrotou o então governador Iberê Paiva(PSB), apoiado pela ex-governadora e candidata ao Senado, Wilma Maria de Faria. 

Rosalba governou o Estado até o fim de 2014, e não chegou a disputar a reeleição por impedimento do próprio partido, que decidiu apoiar outra candidatura.

01º/01/2015 – O ex-vice-governador Robinson Mesquita de Faria assume o comando do governo potiguar. 
Foto - Reprodução

Robinson Mesquita de Faria elegeu-se governador com 877.268 votos pelo Partido Social Democrático(PSD), no segundo turno das eleições gerais de outubro de 2014, quando na oportunidade derrotou o deputado federal e presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, candidato ao governo pelo PMDB.

Robinson teve como companheiro de chapa a vice-governador, o advogado e ex-deputado estadual Fábio Berckmans Veras Dantas do PC do B. 

01º/01/2019 – A ex-senadora Fátima Bezerra toma posse no cargo de Governadora do Estado do Rio Grande do Norte.

Foto - Reprodução

Na tarde de uma terça-feira, a professora Maria de Fátima Bezerra(PT) compareceu à Escola de Governo, localizada no Centro Administrativo, na zona sul de Natal, para assumir o comando do Poder Executivo do Estado.

A cerimônia de posse foi aberta pelo deputado estadual Ezequiel Ferreira(PSDB), Presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Após abertura dos trabalhos, Fátima Bezerra prestou o juramento constitucional e em seguida foi declarada empossada no cargo de governadora do Estado e assinou o termo de posse. Na ocasião, o vice Antenor Roberto(PC do B), também foi empossado em seu respectivo cargo.

Fátima Bezerra elegeu-se no segundo turno das eleições de 2018, realizado no dia 28 de outubro, com uma votação expressiva de 1.022.910 votos, sendo inclusive a governadora mais votada da história política potiguar. Ela derrotou o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, que disputou o governo pela legenda do PDT, obtendo uma votação de 753.035 votos.

Fátima é a terceira mulher a exercer o mandato de governadora no RN, antes dela o Estado foi administrado por Wilma de Faria(2003 a 2006 e 2007 a 2010) e Rosalba Ciarlini(2011 a 2014). Além disso, Fátima é a única mulher a assumir o comando de um governo estadual no Brasil pelos próximos quatro anos. 

Os novos governantes assumiram seus mandatos para o quadriênio 2019 a 2022.

*Francisco Veríssimo - Portal Fatos do RN