domingo, 19 de setembro de 2021

"40 Horas de Angicos": Governo do RN inaugura escultura em homenagem a Paulo Freire

RAIANE MIRANDA/ASSECOM-RN

A partir deste 19 de setembro de 2021, quem passar pelo quilômetro 180 da BR 304, no lado esquerdo da rodovia no sentido Natal-Angicos, à sombra do pico do Cabugi, na região Central, vai se deparar com uma imagem monumental que simboliza um dos capítulos mais importantes da pedagogia mundial. Neste domingo (19), data do centenário de nascimento de Paulo Freire, patrono da Educação brasileira, o Governo do Rio Grande do Norte contribuiu para eternizar a presença histórica do pernambucano no estado, quando há 58 anos o educador alfabetizou 300 adultos - entre homens e mulheres do campo, no episódio conhecido internacionalmente como ”As 40 Horas de Angicos”.

“Não estamos homenageando uma pessoa qualquer. Estamos falando de uma pessoa que tem mais de 40 títulos de doutor honoris causa. Um intelectual traduzido para mais de 20 idiomas e que se tornou o terceiro pensador mais citado do mundo em universidades da área de humanas”, declarou a chefe do Executivo estadual, na solenidade de inauguração da obra do escultor Guaraci Gabriel, que consolida as celebrações em torno do centenário de Paulo Freire, no Rio Grande do Norte, exatamente na cidade que há quase 60 anos foi cenário do revolucionário projeto de educação desenvolvido no célebre estilo freireano “De pé no chão também se aprende a ler”.
Fátima Bezerra

Na ocasião, Fátima agradeceu a Guaraci pela homenagem e declarou que uma das melhores formas de homenagear Paulo Freire é reafirmando o compromisso do Governo do Estado com a Educação. Ela citou o Programa Nova Escola Potiguar (PNEP), que receberá o maior volume de recursos já anunciado por um governo estadual, cerca de R$ 400 milhões, e que tem entre as principais premissas a meta de superar a marca de 400 mil analfabetos no território potiguar. “Em 2019, primeiro ano de nosso governo, vim a Angicos lançar o programa de superação do analfabetismo. Escolhemos esta cidade por reconhecer que foi aqui onde tudo começou. Paulo Freire se eternizou porque ensinou o povo a lutar por seus direitos”, justificou.

Quarenta Horas de Angicos

Coordenada pela Fundação José Augusto, a celebração pela passagem do centenário do Paulo Freire, que culminou com a inauguração da escultura “Quarenta Horas de Angicos”, teve início na tarde de domingo na Casa de Cultura da cidade, onde foi inaugurada uma sala em homenagem ao educador, além da exposição itinerante em homenagem à ex-governadora Wilma de Faria.

O evento contou com a presença de alguns alunos e alunas da turma de Paulo Freire, como foi o caso de seu Paulo Alves de Souza, 79, conhecido como Paulo da Carroça, que tinha 22 anos quando foi alfabetizado. “Deus levou muitos de nós, mas ainda tem uns 15 daquela época. Eu e meus companheiros estamos muito felizes e esse é um momento de gratidão por vocês se lembrarem de nós. Foi uma diferença maravilhosa em nossas vidas”, disse ele.

A passagem pelos 100 anos do nascimento de Paulo Freire, na cidade de Angicos, contou com a participação do vice-governador Antenor Roberto; do secretário Getúlio Marques (Educação), da secretária Íris Oliveira (Assistência Social), dos secretários Jaime Calado (Sedec) e Fernando Mineiro (Gestão de Projetos e Relações Institucionais), da secretária adjunta Márcia Gurgel (Educação), do subsecretário Marcos Lael (Educação), da secretária adjunta Socorro Batista (Gabinete Civil); além do presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, e do diretor Fábio Lima (FJA), da diretora da AGN, Márcia Maia, do diretor do DER-RN, Manoel Marques; do controlador geral Pedro Lopes, e do diretor da Fapern, Gilton Sampaio.

Entre os parlamentares, marcaram presença a senadora Zenaide Maia, o deputado Francisco do PT (autor da Lei 10.952/21, que institui o ano de 2021 o Freire-Ano da Educação Potiguar); a deputada estadual Isolda Dantas, a vereadora Divaneide Basílio e o vereador Pedro Gorki, ambos de Natal, e representantes das entidades estudantis, como APES e UMES, e das entidades de classe SINTE-RN, Sinasefe e CUT-RN.

Também estavam presentes o reitor do IFRN, José Arnóbio Araújo, o representante da UFERSA, Samuel Oliveira, e ex-deputado federal Henrique Alves, filho do ex-ministro Aluízio Alves, então governador do RN na época da realização do projeto “As 40 Anos de Angicos”, responsável por articular a vinda de Paulo Freire ao estado.

Escultura

A escultura, que mede 12 metros de altura e 7 metros de largura, foi instalada no terreno da Fazenda Serra Talhada, localizada no Km 180, da BR 304, em Angicos. Na obra, consta a imagem do educador pernambucano, o numeral “40” e as frases: “Paulo Freire – Patrono da Educação Brasileira” e “Tudo Começou em Angicos-RN”. Para a confecção da obra foram utilizadas 3,5 toneladas em materiais de ferro.

A festividade cultural ao pé do pico do Cabugi contou com participação da cantora Cida lobo e do saxofonista Joedson do Sax, e encerrou com recital do poeta Antônio Francisco.

*ASSECOM-RN

sábado, 18 de setembro de 2021

Hino do município de Carnaubais/RN


Hino do município de Carnaubais

O hino foi oficializado em 18 de setembro de 1983, na época do vigésimo aniversário de emancipação política, através do Projeto de Lei 05/83, do então vereador Aluízio Lacerda.

Letra: João Marcolino de Vasconcelos
Música: Cristovão Tomaz Dantas

Bafejada pela brisa do oceano
Teu passado é de lutas e de glória.
Carnaubais o teu povo feliz e ufano
Sente orgulho em contar sua história (bis).

Do Rio Grande do Norte
És tu um torrão acolhedor.
E para seres mais forte
Não faltará nosso amor (bis).

Deste vale ubérrimo promissor
Tu és uma perola engastada.
E que seja na alegria ou na dor
Tu serás nossa terra sempre amada (bis).

Do Rio Grande do Norte És tu um torrão acolhedor.
E para seres mais forte Não faltará nosso amor (bis).

Este teu palmeiral verdejante,
Do teu solo expressa a pujança.
E o astro rei que o cobre irradiante
É uma mensagem de paz e de esperança (bis).

Do Rio Grande do Norte
És tu um torrão acolhedor.
E para seres mais forte

Não faltará nosso amor (bis).

Prefeitos de Carnaubais/RN

Palácio Prefeito Valdeci Medeiros de Moura, sede do poder executivo carnaubaense. Imagem: reprodução. 

O município de Carnaubais(ex-povoado de Santa Luzia) desmembrou-se de Assú, e foi criado através da lei estadual nº 2.927, de 18 de setembro de 1963, sancionada pelo então governador do Estado, o sr. Aluízio Alves. O deputado Olavo Lacerda Montenegro foi o autor da lei que deu autonomia política à Carnaubais. 

O município foi oficialmente instalado em 1964 com a posse do primeiro prefeito, o sr. Rivadavia Alves Cabral, nomeado pelo governador do  Estado. Ele passou pouco tempo na chefia do executivo carnaubense, passando o cargo em janeiro de 1965 para o sr. Valdemar Campielo Maresco, primeiro prefeito constitucional, eleito pelo voto direto. 

PREFEITOS DE CARNAUBAIS, DESDE 1964 ATÉ OS DIAS ATUAIS: 

1. RIVADAVIA ALVES CABRAL - 1º prefeito do município, nomeado pelo Governador Aluízio Alves.
Mandato: 1964 a 31 de janeiro de 1965. 

2. VALDEMAR CAMPIELO MARESCO - 1º prefeito constitucional, eleito pela UDN(União Democrática Nacional), no pleito de 24 de janeiro de 1965. 
Mandato: 31 de janeiro de 1965 a 31 de janeiro de 1970. 

Vice: João Benevides Sobrinho(UDN) 

3. JOÃO TEIXEIRA FILHO  - eleito pela Aliança Renovadora Nacional(ARENA) no pleito de 30 de novembro de 1969. 
Mandato: 31 de janeiro de 1970 a 31 de janeiro de 1973. 

Vice: Francisco Roque de Souza(ARENA)

4. VALDEMAR CAMPIELO MARESCO - eleito pela ARENA em 15 de novembro de 1972.
Mandato: 31 de janeiro de 1973 a 31 de janeiro de 1977.

Vice: Manoel Alves do Nascimento(ARENA)

5. VALDECI MEDEIROS DE MOURA - eleito pelo MDB(Movimento Democrático Brasileiro) em 15 de novembro de 1976. 
Mandato: 31 de janeiro de 1977 a 31 de janeiro de 1983.

Vice: José Nazareno do Nascimento(MDB)

6. GIOVANI SILVA WANDERLEY - eleito pelo PMDB em 15 de novembro de 1982. 
Mandato: 31 de janeiro de 1983 a 31 de dezembro de 1988. 

Vice: Laercio Lopes Fernandes(PMDB)

7. NELSON GREGÓRIO BEZERRA - eleito pelo PFL em 15 de novembro de 1988. 
Mandato: 01º de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1992. 

Vice: Francisco Gomes de Souza

8. ZENILDO BATISTA DE SOUZA - eleito pelo PL em 03 de outubro de 1992. 
Mandato: 01º de janeiro de 1993 a 31 de dezembro de 1996. 

Vice: José Nazareno do Nascimento(PL)

9. NELSON GREGÓRIO BEZERRA - eleito pelo PSDB em 03 de outubro de 1996. 
Mandato: 01º de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2000. 

Vice: George Filadelfo de Lucena

10. LUIZ GONZAGA CAVALCANTE DANTAS(LUIZINHO CAVALCANTE) - eleito pelo PDT em 01º de outubro de 2000. 
Mandato: 01º de janeiro de 2001 a 31 de dezembro de 2004. 

Vice: João Liberalino de Oliveira (Joãozinho)

11. ZENILDO BATISTA DE SOUZA - eleito pelo PMDB em 03 de outubro de 2004. 
Mandato: 01º de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2008. 

Vice: Nelson Gregório Bezerra(falecido em janeiro de 2006)

12. LUIS GONZAGA CAVALCANTE DANTAS(LUIZINHO) - eleito pelo PSB em 05 de outubro de 2008.
Mandato: 01º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012. 

Vice: José Nilson Caldas Costa(Nilson Dias, PR) 

13. LUIS GONZAGA CAVALCANTE DANTAS(LUIZINHO) - prefeito reeleito pelo PSB em 07 de outubro de 2012. 
Mandato: Empossado em 01º de janeiro a setembro de 2013. Teve o mandato cassado pelo TRE/RN. Conseguiu reassumir o cargo no final de 2013, sendo cassado definitivamente em 2014.

Vice: João Liberalino de Oliveira Júnior(PSC).

14. MANOEL BENEVIDES DE OLIVEIRA JÚNIOR(JÚNIOR BENEVIDES) - Presidente da Câmara Municipal, assume o cargo em virtude da cassação do prefeito Luizinho e do vice Júnior Liberalino. Elegeu-se prefeito constitucional de Carnaubais no pleito suplementar de 05 de julho de 2015. 

Mandato: 2014 a 2015(interino), e empossado definitivamente em 31 de julho de 2015 a 31 de dezembro de 2016. 

Vice-prefeita: Alzenir Maria de Moura Sousa(PMDB)

15. THIAGO MEIRA MANGUEIRA - eleito pelo PSDB em 02 de outubro de 2016. 
Mandato: 01º de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2020. 

OBS: Foi afastado provisoriamente pela Justiça em duas ocasiões: De 18 a 31 de agosto de 2020; e 09 de outubro a 30 de novembro de 2020.

Vice-prefeita: Marineide Marinho Pereira Diniz(DEM). Assumiu interinamente a prefeitura do município no ano de 2020.

16. MARINEIDE MARINHO PEREIRA DINIZ - Primeira mulher prefeita da história de Carnaubais,  eleita pelo DEM em 15 de novembro de 2020. 
Mandato: 01º de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2024.

Vice: Gleidson Benevides de Oliveira(PSC) 

*Fatos do RN.

Lei nº 2.927, de 18/09/1963: Criação do município de Carnaubais

LEI Nº 2.927, DE 18 DE SETEMBRO DE 1963 
Cria o município de Carnaubais, desmembrado de Açu

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: 
Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte lei: 

Art. 1º - Fica criado o município de CARNAUBAIS, desmembrado do de Açú, passando o respectivo termo Judiciário, que ora se cria, a pertencer a Comarca de Açú. 

Art. 2º - O novo município terá os mesmos limites do atual distrito, ou seja: ao sul, divide-se com o municpio de Açú, na propriedade "POÇO VERDE", em linha reta ao meio do rio Açú, a extrema do municipio de Moçoró; ao norte - com o oceano Atlântico; ao leste, pelo meio rio Açú, com os municipio de Alto do Rodrigues, Pendencias e Macau, até o Oceano Atlântico; e no Oeste, com os municipios de Moçoró e Areia Branca, na linha divisória da Serra do Mel. 

Art. 3º - O municipio de CARNAUBAIS será instalado a 1º de janeiro de 1964, de acôrdo com a Constituição Estadual, até que ali se realizem as eleições para Prefeito, Vice-prefeito e Vereadores, cuja data será fixada pelo órgão competente da Justiça Eleitoral. 

Art. 4º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. 

Palácio da Esperança, em Natal, 18 de Setembro de 1963. 75º da República. 

ALUIZIO ALVES 
Jocelyn Vilar de Melo


FONTE: Transcrito do Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Norte. Nº 418. Natal - Quinta-Feira, 19 de Setembro de 1963

*Fatos do RN.

Lei nº 2.926, de 18/09/1963: Criação do município de Felipe Guerra

LEI Nº2.926, DE 18 DE SETEMBRO DE 1963 
Cria o Município de Felipe Guerra, desmembrado do de Apodi 

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: 
Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei: 

Art. 1º  - É criado o municipio de FELIPE GUERRA, com a elevação da vila desse nome à categoria de cidade, desmembrado o seu território do de Apodi, a cuja comarca continuará a pertencer a jurisdição do respectivo termo que, igualmente, fica criado. 

Art. 2º - São os seguintes os limites do novo municipio: 

a) Com o Municipio de Moçoró: 
             A atal linha divisória intermunicipal de Apodi com Moçoró.
b) Com o municipio de CARAÚBAS: 
           A atual linha divisória intermunicipal de Apodi com Caraúbas até alcançar o marco "PACÓ", onde começa a propriedade de Antônio Francisco de Lima. 
c) Com o municipio de Apodi: 
             Começando no marco "PACÓ", onde inicia a propriedade de Antônio Francisco de Lima, em linha reta (2.400) braças, até o marco "Pé de Serra", passando entre as propriedades de Antônio Francisco de Lima com herdeiros de Manuel Domingos de Abreu, José Leite de Souza, Francisco Leite de Souza, ficando a primeira para Apodi, exclusive; daí, noutra linha reta, até o travessão que divide as propriedades de José Idalino de Morais, exclusive, e José Daniel, exclusive, alcançando a estrada de rodagem Moçoró a Luiz Gomes, seguindo por dita estrada até alcançar os limites atuais de Apodi com Moçoró, no ponto de partida dos limites neste artigo. 

Art. 3º - O novo município se instalará a 1º de Janeiro de 1964, cabendo sua administração a Prefeito de livre nomeação do Governador do Estado, até que se realizem as eleições para dito cargo e os de vice-Prefeito e Vereadores, na fórma da legislação eleitoral vigente. 

Art. 4º  - Para fazer face às despesas decorrentes da instalação do novo municipio, fica o Poder Executivo autorizado a abrir, no ano corrente, o crédito especial de Cr$ 300.000,00 (Tresentos mil cruzeiros), constituindo recurso, para tanto, o excesso de arrecadação verificado no mesmo exercicio. 

Art. 5º  - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. 

Palácio da Esperança, em Natal, 18 de Setembro de 1963, 75º da República. 

ALUÍZIO ALVES
Jocelyn Vilar de Melo 

FONTE: Transcrito do Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Norte. Nº 418. Natal - Quinta-Feira, 19 de Setembro de 1963. 

*Fatos do RN. 

Presidentes da Câmara Municipal de Felipe Guerra/RN

Palácio Vereador Joel Canela, sede do poder legislativo felipense. Foto: reprodução.

A Câmara Municipal de Felipe Guerra foi instalada oficialmente no dia 31 de janeiro de 1965, quando foi realizada a posse do primeiro prefeito constitucional(Dr. Eilson Gurgel do Amaral), o primeiro vice-prefeito(José Barra Neto) e os primeiros vereadores do município. 

Conforme determinava a legislação da época, o vice-prefeito acumulava o cargo de chefe do poder legislativo municipal, dessa forma, José Barra Neto foi o primeiro administrador da Câmara de Felipe Guerra. O primeiro vereador a presidir o legislativo local foi o sr. Francisco Chagas da Silva(que posteriormente veio a se tornar prefeito do município). 

Presidentes da Câmara Municipal de Felipe Guerra, desde 1965 até os dias atuais:

JOSÉ BARRA NETO  - Vice-prefeito e 1º  presidente da Câmara Municipal de Felipe Guerra, conforme determinava a legislação da época. 
Mandato: 31 de janeiro de 1965 a  30 de junho de 1969 

VER. FRANCISCO CHAGAS DA SILVA(TITICO DE ADELINO) - Presidente interino. Assumiu o cargo em virtude do afastamento de José Barra Neto, que deixou o cargo para assumir a Prefeitura. 
Mandato: junho de 1969 a janeiro de 1970. 

VER. FRANCISCO FERREIRA DO ROSÁRIO(CHICO DE JOCA) - Presidente interino. Assumiu o cargo em virtude da eleição de Titico de Adelino para o cargo de prefeito municipal.
Mandato: janeiro de 1970 a janeiro de 1971. 

VER. ALBERTO MEDEIROS DE ATAÍDE 
Mandato: 1971-1972

VER. RAIMUNDO LUCIANO DA COSTA PASCOAL 
Mandato: 1973-1974

VER. ALBERTO MEDEIROS DE ATAÍDE
Mandato: 1974-1975

VER. FRANCISCO FERREIRA DO ROSÁRIO 
Mandato: 1975-1976

VER. JÚLIO CAVALCANTE DE SOUZA
Mandato: 1977-1978

VER. JOEL CANELA DE OLIVEIRA 
Mandato: 1979-1980

VER. ELIAS ANTONIO DE SOUZA(ELIAS GALDINO)
Mandato: 1981-1982

VER. LUZIMAR ALVES DE MORAIS  
Mandato: 1983-1984

VER. DAMIÃO JEREMIAS DE MORAIS 
Mandato: 1985-1986

VER. CARLOS ALBERTO DE MEDEIROS 
Mandato: 1987-1988

VER. MANOEL RUFINO DA COSTA 
Mandato: 1989-1990

VER. ONÉSIMO DE OLIVEIRA LEITE 
Mandato: 1991-1992

VER. FRANCISCO CANINDÉ DE MENEZES(CHICÃO)
Mandato: 1993-1994

VER. JOSÉ MANASSÉS DE SOUZA
Mandato: 1995-1996 

VER. ANTÔNIO EVILÁSIO DA SILVEIRA BARRA
Mandato: 1997-1998 

VER. LUZIMAR ALVES DE MORAIS
Mandato: 1999-2000

VER. OTONIEL MAIA DE OLIVEIRA
Mandato: 2001-2002

VER. ISMAR RAMALHO DA SILVA
Mandato: 2003-2004

VER. DJALMA LAURINDO DA SILVA
Mandatos: 2005-2006 e 2007-2008

VER. PAULO CÉSAR BENEVIDES SENA
Mandatos: 2009-2010 e 2011-2012

VER. REGINALDO LUCIANO DA COSTA PASCOAL 
Presidente interino
Mandato: novembro a dezembro de 2012

VER. GENILSON SANTANA DE NOGUEIRA
Presidente interino.
Mandato: 09 a 31 de dezembro de 2012

VER. SALOMÃO GOMES DE OLIVEIRA
Mandatos: 2013-2014 e 2015-2016

VER. PEDRO ALVES CABRAL NETO
Mandato: 2017-2018

VER. RONALDO LUCIANO DA COSTA
Mandato: 2019-2020

VER. MARCOS AURÉLIO DE MORAIS
Mandato: 2021-2022

Fonte de Pesquisa: Câmara Municipal de Felipe Guerra. 

*Fatos do RN.